Brasil conquista o terceiro lugar na Copa das Nacões hipismo

O Time Brasil de Salto contou com uma equipe estrelada. Luiz Francisco Azevedo montou  Comic, único a zerar os dois percursos. Rodrigo Pessoa e Carlitos Way 6 registraram apenas 1 ponto perdido (pp) por excesso de tempo no segundo percurso. Enquanto Yuri Mansur, montando Vitiki, encerrou com 8 e 5 pp. Por fim, Rodrigo Lambre com J´Adore van het Klinkhof, 16 e 8 pp, resultados descartados no cômputo geral.

Ademais, é regra da Copas das Nações descartar sempre o pior resultado de um dos integrantes de cada equipe. Os dois percursos foram idealizados pelos norte-americanos Steve Stephens e Nick Granat. Estados Unidos levaram o ouro com Irlanda em segundo lugar. A disputa distribuiu U$ 150 mil em premiação.

Em tempo, na abertura da oitava semana do WEF, na quarta (3), a brasileira Camilla Mazzo foi quinto no Premier Equestrian Welcome Stake CSIO4*. Com Eldorado V, fez um percurso limpo em 59s86. No sábado (7), Eduardo Menezes levou Calypso des Matis ao quarto lugar do Douglas Elliman Real Estate 1.45m Classic CSIO4*. Percurso limpo em 61s25.


Foi a primeira Copa das Nações do ano para o Time Brasil de Salto e aconteceu durante o CSIO4* no Winter Equestrian Festival, na Flóridahttps://i0.wp.com/cavalus.com.br/wp-content/uploads/2021/03/Time-Brasil-... 243w" />

Time Brasil de Salto de olho nos Jogos Olímpicos

Especialmente por conta da proximidade dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2021, o técnico do Time Brasil está nos Estados Unidos. Acompanham o treinador suiço Philippe Guerdat, o chefe de equipe Pedro Paulo Lacerda e o veterinário oficial Rogério Saito.

Portanto, todos os conjuntos brasileiros participantes do Winter Equestrian Festival em Wellington estão sendo observados durante essa temporada. Assim como outros conjuntos que estão no exterior.

De acordo com suas performances, qualquer um tem a chance de ser convocado, a critério do técnico da equipe, para participar da segunda fase de observação. Dessa forma, haverá uma definição efetiva do Time Brasil de Salto. Essa segunda fase se dará em Copas das Nações e Internacionais da modalidade.

A avaliação visa o potencial de performance para formação da equipe não só para Tóquio, bem como para o WEG 2022, Jogos Pan-americanos 2023 e Jogos Olímpicos 2024. Vale destacar ainda que a conquista da vaga para as Olimpíadas desse ano foi com o hexacampeonato por equipes no Pan Lima 2019.

fonte: Cavalus