Brasil conquista inédita prata no Mundial de Enduro 2021 em Pisa na Itália

O Time Brasil com Felipe de Azevedo Morgulis montando Saiph SBV, André Vidiz com Chambord Endurance e Renato Salvador com Uzes Trio, todos montando cavalos de criação 100% brasileira, e Rodrigo Barreto com Koheilan Elvira P, conquistou o inédito título de vice-campeão mundial por equipes no Longines FEI Endurance World Championships 2021 in San Rossore, em Pisa, na Itália. Dudu Barreto foi o chefe de equipe e Henrique Garcia, veterinário, parceiros fundamentais nessa importante conquista. 
 
Das 12 equipes, somente três terminaram com mínimo de três integrantes a trilha de 160 km no Parco Naturale Migliarino San Rossore Massaciuccoli na Toscana com seis anéis na bela região da Toscana. Com Angel Soy Coll montando Warrens Hill Chayze, Omar Blanco e For Ferro, Maria Alvarez Ponton que terminaram com a soma de 23h10min34s, a Espanha arrematou o bicampeonato consecutivo 2019/2021, lembrando que em 2020 não teve Mundial. Outros dois atletas espanhóis Jaume Punti Dachs e Alex Luque Moral tiveram problemas metabólicos com suas montarias e foram desclassificados.
 
Com o excelente tempo de 23h13min35s, o Brasil ficou a apenas 2 min e 59 segundos atrás dos campeões espanhois. Felipe e Saiph SBV cruzou a linha de chegada em 7h43min6s, André com Chambord Endurance, em 7h43min23s e Renato com Uzes Trio, em 7h47min6s, fechando entre os Top Ten, respectivamente, em 8º, 9º e 10º lugar. Devido a um problema veterinário de Koheilan Elvira P, Rodrigo foi desclassificado após o 1º anel. A França foi bronze, totalizando 23h43min01, praticamente 30 minutos a mais que a soma do tempo dos brasileiros.
 
"Acho que foi uma conquista que muda um pouco o lugar do Brasil no Enduro a nível mundial e nos permite almejar resultados ainda maiores se a gente souber aproveitar com constância. O sentimento é de ter aberto um caminho de um futuro importante no Enduro brasileiro", destacou André Vidiz. 
 
A vitória por equipes da Espanha chegou a ficar em xeque, dando esperança de um possível ouro para o Brasil. Mandany, montaria da bicampeã mundial 2008/2010 individual Maria Alvarez Pontoni, estava com os batimentos cardíacos altos no vet check final, mas acabou se normalizando e amazona fechou em 15º lugar no individual.
 
No individual, os Emirados Árabes - que ficaram de fora do pódio das equipes por terminarem com somente dois conjuntos - garantiram dobradinha: Salem Hamad Saeed Malhoof Al Kitbi montando Haleh foi ouro, 17h40min09sm e Mansour Saeed Mohd Al Faresi com Birmann, prata. 17h41min30s.
 
Boni Viada de Vivero com As Embrujo foi bronze, em 17h46min51s, garantindo a primeira medalha do Chile na história da competição. Ao todo somente 26 conjuntos de um total de 81 representando 32 países completaram os 160 km da trilha.