A vitória que faltava ao treinador Antonio Luis Cintra

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, chapéu, nuvem, céu, atividades ao ar livre e close-up

Tolu segue colecionando resultados expressivos.

Imagem: Teledoce.com

 
Tendo, recentemente, batido o recorde de vitórias, numa única temporada, em Maroñas, treinador brasileiro obteve o clímax de sua jornada, no Uruguai, ao vencer, com Ajuste Fiscal, o Gran Premio José Pedro Ramirez (gr.I).
 
Dono de curriculum regado à façanha de Heart Alone, em Dubai, e ao double de Dono da Raia, nas duas maiores provas do turfe brasileiro, Antonio Luis Cintra rumou para o Uruguai, há 3 anos, a fim de encarar novo desafio em sua carreira. Hoje, o olhar em retrospecto, acusa mais um capítulo de sucesso nessa história.
 
Nesta segunda-feira (6), “Tolu” (bateu, em 2019, o recorde de vitórias, numa única temporada, em Maroñas, ao obter 107 primeiros lugares) encilhou Ajuste Fiscal, que por sua vez venceu o Gran Premio José Pedro Ramirez (gr.I), em 2.400m na pista de areia, para produtos de 3 e mais anos. Com Héctor Lazo “up”, Ajuste Fiscal demonstrou sobras e mais sobras, derrotando o brasileiro, Bobby Q, por 7 corpos. Olympic Harvard, também treinado pelo vitorioso profissional, foi o quarto colocado. Little Vicky, o quinto.
Filho de Ioya Bigtime e Braid (Storm Surge), Ajuste Fiscal – de criação do Haras La Concordia e propriedade do Stud La Pomme – obteve a sua quinta vitória em 8 saídas. Vencedor da Polla e do Jockey Club, em Maroñas, deixou a tríplice coroa escapar em razão do terceiro lugar obtido no Derby do GP Nacional. Hoje, afastando qualquer ideia de que seu rendimento, na milha e meia, seria dos melhores, percorreu a distância no tempo de 2:27.42.