Plantas venenosas para cavalos

As plantas venenosas para cavalos estão presentes em grande parte das pastagens e tem se tornado um pesadelo para o animal e seu proprietário. Assim, é cada vez maior o número de plantas comestíveis que podem causar uma intoxicação.
 
Isso mesmo, essas plantas muitas vezes encontradas nas pastagens, piquetes e até mesmo presentes no feno oferecido ao equino no dia a dia, podem ser responsáveis por grandes malefícios à saúde, queda de desempenho e até mesmo óbito do animal.
 
O sistema digestivo dos equinos é mais delicado, reagindo muito mal e podendo gerar cólicas. Por isso, é muito importante que as pessoas envolvidas na criação dos cavalos examinem a área que o animal pasta, e saiba identificar as plantas venenosas. Continue a leitura e saiba quais são elas!
 
Malefícios das plantas venenosas a saúde equina
Destacamos aqui alguns dos malefícios mais comuns de serem diagnosticados: CONSULTE SEMPRE UM VETERINÁRIO
 
Anorexia;
Vômitos e diarreias;
Convulsões;
Cólicas e dor abdominal;
Problemas cardíacos, respiratórios e renais;
Perda da coordenação motora do organismo.
Cada reação apresentada vai depender muito da quantidade ou tempo que o animal está consumindo determinada planta, destacando também que esses são os malefícios mais comuns, podendo o animal apresentar outros que não foram citados acima.
 
Plantas venenosas para cavalos mais comuns
Vale a pena conhecer quais são as plantas venenosas para cavalos para que seja possível eliminá-las das pastagens.
 
Lantana que é popularmente conhecida como chumbinho.
 
Conium maculatum popularmente conhecida como cicuta.
 
Pteridium aquilinum ou samambaia, sendo tóxica tanto para equinos quanto bovinos.
 
Ramaria Flavo-brunnescens são cogumelos presentes próximos às plantações de eucaliptos.
 
Cipó-preto é comum por apresentar resistência em épocas de seca, permanecendo verde nos pastos, assim atraindo a atenção dos animais.
 
Estes são apenas alguns poucos exemplos de plantas que podem prejudicar o desempenho e intoxicar os animais.
 
Outras formas de intoxicação 
Assim como as plantas, podemos também citar tipos de intoxicação que acontecem frequentemente no campo, como: 
 
Alimentos estragados;
Agrotóxicos;
Animais peçonhentos, como cobra, escorpião;
Medicamentos administrados de forma errada ou em excesso ou errados;
Substâncias nutricionais em excesso;
Alimentos tóxicos, como por exemplo, pimentão,cebola, ameixas, açafrão, dentre outras.
 
Enfim, esses motivos desencadeadores de intoxicação ocorrem devido o contato direto com a pele, olhos, mucosas do animal ou mesmo através da sua ingestão. 
 
Cuidados com equinos no caso de intoxicação
O profissional ou até mesmo o proprietário do animal devem ter conhecimento sobre essas plantas e estarem atualizados sobre os métodos que podem ser adotados em casos de intoxicação. Esse assunto pode parecer coisa simples ou uma situação improvável, mas pode ter certeza que é mais recorrente do que você imagina.
 
Você por acaso sabe quais os métodos que podem ser adotados caso seu animal ingira algumas dessas toxinas? Essa é uma situação que conta com destreza e agilidade dos envolvidos.
 
Então, clique no banner abaixo e não perca tempo e venha aprender na prática as ações aplicadas em situações emergenciais relacionadas ao cavalo!