Morreu, aos 58 anos, o locutor de rodeio Paulinho "Pena Branca"

 
Conhecido nacionalmente por envolver o público com seu estilo único de locução e manter grande amizade com os demais locutores e peões, Paulo de Souza, mais conhecido como Paulinho Pena Branca, foi um ícone das arenas de rodeio, deixando um legado entre peões e locutores
 
Além de ser uma das vozes mais conhecidas das arenas de rodeio brasileiro, o locutor  também era compositor, teve canções gravadas por grandes artistas e já foi homenageado pela dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó
 
Pena Branca morreu na tarde do domingo (18), no Hospital de Base de Rio Preto, encerrando uma carreira de prestígio e fama. Natural de Auriflama (a 65 km de Araçatuba), foi considerado um dos maiores locutores do País nas décadas de 1980 e 90.
 
O corpo de Paulo de Souza, de 58 anos, foi velado na Câmara de Auriflama e o enterro foi às 17h desta segunda-feira (19), no cemitério municipal.