Desafio Brasil de Adestramento chegou a 4ª Etapa

O Desafio Brasil de Adestramento - disputa que visa o fomento ao adestramento em diferentes Estados - já chegou à 4ª de seis etapas na temporada 2019. Após a 1ª Etapa no Manège Gama em Brasília e 2ª no Clube Hípico de Santo Amaro, ambas em agosto, em setembro também foram duas as etapas: no 3° Regimento de Cavalaria de Guarda, em Porto Alegre, em 14 e 15/9, e na Fazenda Boa Vista, no sul de Minas Gerais, em 28 e 29/9, respectivamente com julgamento das juizas internacionais 4* Claudia Moreira de Mesquita e Sandra Smith de Oliveira Martins, também diretora da CBH.

Em Porto Alegre, mais conhecido por sua tradição no adestramento, foram 18 os conjuntos e em Minas Gerais que há muitos anos não recebia um Concurso Nacional, 22. "Quando as provas são no Regimento, normalmente temos um número um pouco menor de conjuntos, pois os alunos Escolas participam mais em hípicas", contou Petra Garbade, juiza e diretora de adestramento da Federação Gaúcha de Esportes Equestres.

desafiobrasilPOA arq0410

Participantes do Desafio Brasil em Porto Alegre 2019 em registro para posterioridade

"Em Minas Gerais, o destaque foi a grande participação de crianças mini-mirins, que se apresentaram muito bem e em condições de competir no Campeonato Brasileiro em novembro. É uma alegria ver que em Minas Gerais a base está crescendo", pontuou Sandra. "A importância do Desafio Brasil de Adestramento acontecer em diferentes Estados não é apenas que os concorrentes possam disputar uma prova nacional e se comparar com os demais Estados sem tem que viajar longas distâncias, mas também podermos conhecer as necessidades e avanços de cada Estado para juntos adequarmos as ações futuras", acrescentou a juiza e dirigente.

Carlos Renato Veiga Brito, organizador do Desafio Brasil e anfitrião em Minas Gerais, vencedor da reprise forte I entre outras classificações, comemorou a realização do evento. "Para Minas Gerais e também especialmente no sul do nosso estado é um fato inédito trazer um campeonato de adestramento nacional. No passado já houve um Campeonato Brasileiro e desde então não teve mais promoção da modalidade dessa forma. É muito importante para os mineiros que não têm a possibilidade de se deslocar para provas em SP ou RJ o que acaba ficando caro e dificil acesso para muitos,especialmente para alunos de Escolas de Equitação", avaliou Brito.

carlosrenatoMG5

O anfitrião Carlos Renato Veiga Brito, titular do Centro Hípico Vila Boa Vista, grande responsável pelo fomento ao adestramento no sul de MG

"Nossa Escola de Equitação 3 Pontas Centro Hípico Vila Boa Vista vem sediando provas de Concurso Completo e internas de Adestramento há bastante tempo. Também tem a Escola em Lavras que segue a mesma linha do nosso trabalho e alguns cavaleiros de pontos isolados que agora começam a ter uma possibilidade de ter onde praticar, competir e se preparar para outras provas importantes de Adestramento no Rio de Janeiro e São Paulo, onde será o Campeonato Brasileiro 2019."Sem dúvida, o Desafio Brasil acho que foi muito válido. Além de trazer uma competição de nível nacional para que os cavaleiros locais e sul de Minas. Além disso, os concorrentes tiveram a oportunidade de vivenciar uma inspeção veterinária que foi muito importante para que adquiram experiência de uma competição de alto nível."

Brito também destacou a importância da clínica junto à juiza do Desafio Brasil. "A clínica foi muito importante, primeiramente pela experiência da Sandra que já conheço há muito tempo tanto como amazona e também como juiza. Muitas vezes os cavaleiros treinam bem e tem conhecimento técnico mas cometem alguns errinhos que no final de uma reprise contam muito. Então puderam tirar as dúvidas do ponto de vista do que o juiz espera nos movimentos."

clinica MG6

Sandra Smith de Oliveira Martins passando um pouco de sua experiencia como juiza internacional e amazona pan-americana aos participantes da clínica em MG

Brito, aluno do mestre do adestramento Orlando Faca há 28 anos e também cavaleiro de Concurso Completo, que tem sua Escola de Equitação em Três Pontas desde 2000 e aposta na modalidade. "O adestramento está inserido em todas as etapas de ensino. Desde o aluno iniciante e mesmo para aqueles que optam pelo salto. É uma filosofia da minha escola que todos eles aprendam o adestramento como forma de melhora na performance, conhecimento e desenvolvimento no hipismo", conta Brito. "Também trabalho muito com adestramento para cavalos de Salto há muitos anos, tanto aqui como em outros lugares e dou clínicas em Belo Horizonte. Minha escola sedia campeonatos há muitos anos, principalmente de Concurso Completo e chegamos a receber duas finais de Campeonatos Brasileiros, além de provas de Salto e internas de Adestramento. Esse ano, pedimos o Desafio Brasil concomitantemente com o Campeonato Mineiro. Esperamos estar presentes com vários conjuntos no Campeonato Brasileiro em novembro."

desafioMGGeral550

Sandra com vencedores do Desafio Brasil em Minas: Sophia , 1º e 2º lugar, e Rafael Vicentini, 3º 

Estreando no adestramento, a amazona mineira Sophia Gonzaga, venceu a série Elementar e ainda garantiu o 2º posto na Preliminar. "É primeira vez que eu estou participando de uma prova de adestramento com os cavalos, primeira vez que saem da fazenda, viajam de caminhão e eu não esperava ganhar", afirmou Sofia. "Achei que pela falta de experiência, os animais teriam um pouco mais de trabalho. Foi muito importante ter chegado em 1º e 2º lugar, foi um campeonato muito importante. A organização do evento foi muito boa, também por ser o Campeonato Mineiro e não termos muitas provas de Adestramento aqui. Foi um evento muito lindo e espero continuar e avançar cada vez mais. Confio no meu cavalo e se estivermos bem adequados vamos sim para o Campeonato Brasileiro", finalizou.

 

premiacaoMG0410 550

Sophia Gonzaga no pódio alto do pódio da série Preliminar II  Profissional

Veja seguir como ficou o placar da 4ª e 3ª Etapa do Desafio Brasil de Adestramento 2019

4ª Etapa Minas Gerais

Forte I Profissional
1º Carlos Renato Veiga Brito / Distinto - 62,50%

Média II Profissional
1º Carlos Renato Veiga Brito / Hiero Intergaro - 55,26%

Média II Amador
1º Willian Mussii / Ditador - 53,85%

Preliminar II Profissional
1º Sophia Gonzaga / Inca Guimar - 64,53%
2º Carlos Renato Veiga Brito / Hotspur Interagro - 63,13%

Preliminar II Amador
1º Amanda Brito / Zorro - 63,28%
2º Delson Miranda / Horizon - 57,19%

Elementar II Profissional
1º Sophia Gonzaga / Druida Gulmar - 67,12%
2º João Vitor / Paola - 62,31%

Elementar II Amador
1º Rafael Vicentini / Tigranes Vila Bola Vista - 64,42%
2º Helena Paiva / Paola - 62,50%
3º Ana Carolina Voltani / Bailarina - 62,31%
4º Jandher Scatolino / Sheik - 60,58%
5º Laysa Botelho / Hurricane Interagro - 58,46%
6º José Luiz Maciel / Filo SCA - 58,27%

Elementar II Mini-mirim
1º Lara Kilo / Quiara - 63,46%v
2º Helena Coimbra / Quiara - 63,08%
3º Helena Coimbra / Sheik - 61,54%

Iniciante II
1º Sarah Rebequi / Hurricane Interagro - 64,17%
2º Ana Sophia Cunha / Hurricane Interagro - 62,71%
3º Lara Kiko / Sheik - 62,08%
4º Alan de Oliveira / Bailarina - 56,88%

3ª Etapa Rio Grande do Sul

Forte I Amador
1º Cesar Alves da Silvaa / Sépia do Rincão - 3º RCG - 61,80%
2º Maria Emilia Rivaldo / Lambogine - HGG - 53,19%

Elementar Amador
1º Marta Brack / Fafnir - CEC - 60,76%

Elementar Profissional
1º Mario Gamarra / Anunnaki II - HGG - 63,26%
2º Sara Hartmamn / Elmo do Monte Belo - SHPA - 57,88%

Elementar Mini-mirim
1º João Gabriel Perdonsine / Earl de Vanou - HGG - 63,46%

Preliminar Amador
1º Adriana Ritter / Equipe - Bevito - 63,43%
2º Guilherme Kroeff / HGG Walther - HGG - 61,25%
3º Delano Bastos Miranda / Uruguaio do Rincão - 3º RCG - 60,93%

Preliminar Profissional
1º Mario Gamarra / HGG Sigmund - HGG - 65,938%
2º Marina Belloli Gerson / Sufflair da Essencia - CEC - 63,75%

Média I Amador
1º Cesar Alves da Silva / Uran do Rincão - 3º RCG - 64,474%
2º Leo Ivar Flores / Solar do Rincão - 3º RCG - 64,27%

Média I Profissional
1º Clara Machado / VG Dark Charly - SHPA - 63,33%

Média II Profissional
1º Marina Belloli Gerson / Dadivoso MHP - CEC - 62,94%
2º Luiza Squeff / Kanonikus - SHPA - 58,59%

Forte II Amador
1º Mario Jorge Souto Maior / Habilidoso do Rincão - 3º RCG - 65,296%

São Jorge
1º Lilia Miranda Guimarães / April Morning - FPO - 61,47%