Dente de lobo: O que é e como tratar?

Dente de lobo

O dente de lobo se caracteriza por ser um dente vestigial e não apresenta função na mastigação. Porém, pode ferir as bochechas e língua, e ainda entrar em choque com a embocadura e causar grande desconforto ao animal.
 
Contudo, esses distúrbios nos dentes dos cavalos podem causar problemas mais sérios, como a temida cólica equina. Por exemplo, você sabia que a dor de dentes dos cavalos pode deixar o animal muito agressivo e até levá-lo à morte mais rápido?
 
E você, médico veterinário, já ouviu falar em dente de lobo dos cavalos? Não se preocupe! Nesse artigo você vai saber sobre esse tema. 
 
O que é o dente de lobo?
O dente de lobo é o primeiro pré-molar, o animal pode ter de 1 a 4 em cada arcada dentária. Tem presença facultativa e é rudimentar. Semelhante a um dente canino, ele tem sua erupção adjacente à superfície rostral do segundo pré-molar por volta de seis meses e pode cair na sequência. 
 
Se a queda não acontecer naturalmente, ou quando sua erupção ocorre em local indesejado, muito lateral ou rostral, é indicada a sua extração. 
 
As principais razões dos problemas nos dentes dos cavalos é porque seus hábitos alimentares foram modificados pela domesticação e confinamento. Então, os equinos deixaram de gastar os dentes como deveriam. Ou seja, na natureza eles se alimentavam de diversos tipos de forragens causando um desgaste mais lento e homogêneo.
 
Outros tipos de problemas odontológicos
Cauda de Andorinha
A cauda de andorinha é uma aresta que surge do desgaste dos dentes dos incisivos. Geralmente, essa desordem oral aparece por volta dos 7 anos de vida do animal e novamente por volta dos 13 anos. Em ambos os casos, ela desaparece com o tempo.
 
Diastema
É o espaço entre incisivos da frente e os molares do fundo. Alguns cavalos desenvolvem um dente extra neste espaço, que pode causar muita dor e desconforto ao animal. 
 
Ganchos
 
Os ganchos se formam quando os pré-molares e molares estão desalinhados. Eles podem se tornar tão grandes que chegam a penetrar no céu da boca dos animais. 
 
Sinais de afecções dentais nos cavalos
A manifestação de dor é diferente em cada animal. Dentre os sinais, estão:
 
Alguns relutam com a cabeça de um lado para o outro;
 
Outros negam-se a virar para um dos lados e às vezes para ambos os lados;
 
Uns balançam a cabeça para baixo e para cima;
 
Alguns empinam e até caem de costas; 
 
Outros dão puxões fortes nas rédeas; 
 
Tem cavalo que dispara e o outro não dá um passo para frente, outros não fazem curva.
 
A maioria dos dentes de lobo são pequenos e aparentemente inofensivos. Mas, quando o dente nasce no local correto tende a não causar sérios danos somente alguns choques com a embocadura.
 
Como prevenir e tratar o dente de lobo em equinos?
É possível realizar a prevenção realizando um tratamento periódico anual. Iniciar os exames orais ainda com o cavalo jovem pode prevenir o dente de lobo e outras afecções orais que interferem em sua saúde geral, desenvolvimento, temperamento e até reprodução. 
 
O dente de lobo deve ser extraído uma vez que causa diversos problemas relacionados à dor e desconforto. O procedimento de ser realizado por um Médico Veterinário, que tem o conhecimento necessário e equipamentos adequados. 
 
É importante ressaltar que a extração quando não realizado em conformidade é ilegal e infringem todos os processos éticos e profissionais na área da Medicina Veterinária. Além disso, pode causar sérios danos à saúde e bem-estar do animal.