Claudio Arruda, cavaleiro e professor de equitação, conduzirá Tocha Olímpica

claudio2 650

Claudio Arruda, comemora convite oficial para carregar Tocha Olímpica

 
Superação, sucesso e sonho realizado. Claudio Aleoni Arruda está entre os primeiros escolhidos para conduzir a tocha nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Em todo o país serão 12 mil pessoas farão parte do revezamento.
Claudinho, 30, como é conhecido, tem síndrome de down e é cavaleiro de longa data. Chega a competir em provas de salto com muito sucesso e atualmente se dedica ao adestramento. Seu sonho é defender o Brasil na Olimpíadas Especiais, mas se esse por enquanto está adiado outro sonho já vai se realizar: carregar a tocha olímpica.
 
Só alegria para Claudio Arruda, que agora o dia 24 de julho, data marcada para carregar a tocha olímpica rumo aos Jogos Rio 2016
 
Sempre antenado, ligado em seu facebook, Claudinho comemorou agradecendo: “Eu vou levar a Tocha Olímpica. Quero agradecer a todos que acreditaram e me indicaram para ser um condutor olímpico. Muito obrigado!”
Claudio, que monta na Hípica Paulista e vem atuando como professor assistente na entidade, também ministra palestras e é co-autor de livro “Mude Seu Falar Que Eu Mudo Meu Ouvir”, primeiro livro sobre acessibilidade e comunicação escrito por pessoas com síndrome de Down. Durante a coletiva de imprensa do Longines Indoor 2015, na Hípica Paulista, Claudio também ganhou o apoio da CBH na entrega do pedido para carregar a tocha e apoio de cavaleiros, em especial, do amigo Doda Miranda. Outros amigos e imprensa, alias, Claudinho – sempre popular já é figura conhecida em praticamente todos os meios de comunicação – participaram da campanha enviando depoimentos sobre a sua exemplar e emocionante trajetória ao comitê Rio 2016.