Categoria Amadora do La Rienda tem pontuação histórica na modalidade

 
Nada mais, nada menos, do que 63 pontos. Foi com essa pontuação que o competidor da Categoria Amador A, Mario Pires, montando Mapuche El Pituco, superou o recorde alcançado no Brasil pela modalidade, na noite de sábado, 29 de setembro. Até o momento, a média mais alta não passava de 60 pontos. Já no pódio da Amador B, o ginete Leonardo Borges, que havia sido 3º lugar no ano passado, subiu dois degraus de uma só vez e ergueu o troféu de 1º lugar com excelência. 
 
Em uma modalidade responsável por mostrar que o equilíbrio entre ginete e cavalo leva ao alto grau de equitação, onde os movimentos precisos dependem de um treinamento contínuo, não há ganho sem esforço. E eles bem sabem. “Ontem eu fiquei até às 3h da manhã aqui na pista, treinando sozinho no parque. E deu resultado. O  La Rienda é uma prova linda, que desafia cavalo e ginete. Eu não largo ela nunca mais”, contou Mario Pires, emocionado com a conquista. Opinião compartilhada com Leonardo Borges, que durante três meses se dedicou à prática todos os dias, sem falhar.
 
O julgamento 
 
Competidor há mais de 6 anos, Vicente Mafra conta que antes de cada prova, as reuniões realizadas entre competidores e jurados são voltadas ao esclarecimento de dúvidas de quem participa. “O La Rienda é uma prova linda, uma prova de precisão. Queremos mostrar a essência dela para quem compete”, explica o jurado. Mafra também conta que a prova vem melhorando sua qualidade técnica e acredita que em 2019 essa crescente siga na mesma direção. 
 
Integrando a dupla de jurados, Max Heller levou o aprendizado dos seus primeiros contatos como ginete e secretário da modalidade para o julgamento. Considerada por ele uma base de “escola” para o Freio de Ouro, o La Rienda é, como conta Heller, um amor incondicional. O jurado também acredita que as clínicas são um dos fatores que fazem as provas apresentarem ginetes cada vez mais qualificados, a exemplo do que foi visto em Esteio neste final de semana. “Eu sempre quis fazer algo importante para a raça e hoje isso é uma realidade”, completa.
 
Confira o resultado: 
 
Amador B
 
1º lugar
Leonardo Borges montando RJ Alvoroço
Nota: 57,5000 
 
2º lugar
Bruno Wehmuth montando Bandoleiro do Rancho LB
Nota: 55,500 
 
3º lugar
Daniel Dutra montando Julgador do Trinta e Oito
Nota: 47,500
 
Amador A
 
1º lugar
Mario Pires montando Mapuche El Pituco
Nota: 63,500
 
2º lugar
Herick Corrêa montando Ditador AA
Nota: 54,00 
 
3º lugar
Mario Pires montando Ilustre da Rio Bonito
Nota: 51,00