Biografia do primeiro ganhador do Freio de Ouro será lançada na Expointer

 
Uma lenda viva, o Ginete do Século e o 1º a ganhar o Freio de Ouro na história da raça. Os títulos e homenagens que acompanham a trajetória de Vilson Chalart de Souza são muitos. E sem dúvida ecoam a importância de sua figura junto ao Cavalo Crioulo. Mas, o que há por trás dos troféus, placas e dedicatórias? Muitos dos capítulos que formam a identidade do cavaleiro de Itaí Tupambaé estão soltos pelo Brasil, no coração de admiradores e amigos que resguardam suas lembranças. Capítulos que serão reunidos em “Vilson Souza – Uma Biografia” a ser lançada na Expointer 2020 e terá em sua narrativa os detalhes do antes e depois na vida de Vilson, tendo como virada de chave a raça Crioula.
 
Segundo Renato Dalto, autor do livro, a ideia de concretizar o projeto vem há muito tempo. “A grandeza e a importância dele, por si só, já explicam a necessidade de uma biografia. Essa arte do cavalo, do movimento, da alma do homem que entende isso me fascinam. Só esse fascínio já justifica e alimenta a ideia de fazer a obra”, destaca. No entanto, a história de Vilson Souza não esteve atrelada ao Crioulo desde o princípio de sua carreira - e talvez seja esse o ponto de maior curiosidade a ser contada.
 
Adiantando um pouco da narrativa, Renato destaca a existência de outras escolas de equitação ao longo da trajetória de Vilson, que permeiam a de compositor de cavalos de carreira, campeira, equitação militar e outras, onde "incorporou todas elas e soube, com arte, criar uma equitação própria", complementa. Tudo isso, antes mesmo de trabalhar nos campos da Família Pons - e conquistar o primeiro Freio em 1982. Ao todo, foram somados cinco Freios de Ouro (sendo um internacional), quatro Freios de Prata e dois Freios de Bronze.
 
O projeto, lançado oficialmente em 22 de outubro, na sede do Hotel Dallé, em Bagé/RS, também surge da admiração daquele que sempre pôde ouvir de perto e em detalhes o que o ginete têm a dizer. Pablo Souza Alves, seu neto e companheiro inseparável, é quem sempre acompanha a materialização de tudo aquilo que leva o nome do avô. E desta vez não é diferente. Para ele, ver o avô participando de todo o processo, ajudando ativamente nas pesquisas, contando fatos da infância e revivendo tudo novamente, é o que mais lhe traz felicidade. “Sempre foi um sonho meu e de todos os amigos dele a realização deste livro”, ressalta Pablo.
 
 
Faça parte do projeto
A obra será realizada através da captação de recursos.Por isso, estão sendo oferecidas cotas Ouro, Prata, Bronze e Alpaca às Cabanhas e marcas que tiverem interesse em atrelar seu nome ao projeto e fortalecer a iniciativa. Informações mais detalhadas podem ser obtidas através do telefone (53) 999490033 - falar com Pablo Souza Alves. 
 
Conheça a equipe
Pablo Souza Alves (curadoria); Renato Dalto (edição e textos); Rodrigo Alegrete e André Machado (pesquisa e produção); Allpacas Comunicação (design) e apoiadores.