11º Grand Prix Haras Raphaela contabilizou 4.978 inscrições e 5.087 passadas

Edson Santos e Juliet On Cap fizeram a melhor média (16s701)e levaram o prêmio Vetnil do Grand Prix
 
Era quase meia noite do domingo, 17 de março, quando foi dada a última passada das 5.087 dos mais de 1.200 animais, que começaram a disputar o prêmio de R$ 1 milhão, no dia 9 de março, do 11º Grand Prix, no Haras Rapahela, na divisa de Porto Feliz e Tietê (SP).  Enquanto Mariana Saad Guarda, que montou Tutuco Red, marcando 17s329, na Amador Principiante, categoria que encerrou o evento, exibia o troféu de campeã, Roberto Ulhoa, da R4 Eventos, um dos organizadores, comemorava: “Fantástico! Foram 4.978 inscrições, com 65 tempos na casa dos 16 segundos. Trabalhamos para que tudo desse certo e é gratificante no final ver o saldo positivo e o sucesso do evento. Gostaria de agradecer aos patrocinadores, competidores, treinadores e proprietários que acreditam em nosso projeto e em especial a Família Rugolo que confia em nosso trabalho”, argumentou.
 
Não passou muito tempo para os mais diversos fãs da modalidade Tambor se manifestarem pelas redes sociais. “Parabéns à toda equipe do Haras Raphaela por realizar há 11 anos o melhor e o maior evento privado dos Três Tambores do Brasil. Todos sabem o quanto é trabalhoso e complexo. Vocês se superam a cada ano. Obrigado em nome de todos que amam esse esporte”, definiu Odilon Diniz, titular do B2B Ranch.
 
“Em nome da Associação Nacional de Três Tambores Feminino (ANTT), agradeço imensamente à família Rugolo e a todos os profissionais e amigos do Haras Raphaela por mais um ano de parceira e sucesso. Obrigada por todo o carinho, apoio e respeito à ANTT e aos competidores que realizaram um fabuloso espetáculo de técnica, garra e superação. Foi um show de organização e competência”, elogiou Silvana Bertato, presidente da entidade.
 
Dentro da pista, entre os vários destaques, vale mencionar a participação de Gabriela Liuti e a tordilha Emily Ta Fame (Mr Ta Fame x Takin On The Doll, por Takin On The Cash), que conquistaram duas categorias no mesmo dia. O conjunto foi campeão da Amador Haras 3DM, com 16s893, levando para casa 1 carro zero quilômetro e a Feminino Haras Liuti, anotando 16s916, levando R$ 15 mil, fazendo a alegria da Família Liuti, que fez a festa na entrega da premiação em pista.
 
O menor tempo do evento foi o conjunto Edson Carlos Rosa Santos na sela da égua Juliet On Cap (Tres Seis x Fish On Cap, por Fishers Dash), com 16s642, que somado ao tempo de sua performance no Tira Teima 16s761, conquistou o prêmio da Melhor Media Vetnil do Grand Prix 2019, com 16s701, a menor de todos os tempos, segundo a organização. O animal é de propriedade de Lucas Durães e Rodrigo Papadopoli José. E eles levaram para casa 1 carro 0km de premiação.