Filha da princesa Caroline de Mônaco cria polêmica ao competir com roupa indígena

 

Charlotte Casiraghi se apresentou vestindo roupa típica dos índios nativos americanos. (Foto: Getty Images)

Getty Images - Charlotte Casiraghi se apresentou vestindo roupa típica dos índios nativos americanos. (Foto: Getty Images)

Um caso curioso chamou atenção na prova de hipismo Style & Competition for Amade, realizada durante a disputa da Gucci Paris Masters 2012, neste final de semana, em Paris. Charlotte Casiraghi, filha da princesa Caroline de Mônaco, se apresentou vestindo roupa típica dos índios nativos americanos, causando polêmica.
 
O fato foi destaque no site do Daily Mail, e do site especializado em moda, Styleite. A página do jornal inglês tachou Casiraghi, de 26 anos, de racista e ignorante por causa da escolha da roupa. Já o site de moda levantou a hipótese de um erro de julgamento da marca que patrocina o evento e que é representada pela herdeira.

"Outros competidores se vestiram como guerreiros romanos, burros e anjos - fantasias -, enquanto Casiraghi optou por uma vestimenta que foi publicamente denunciada como racista muitas vezes", escreveu o veículo.

Na última sexta-feira, Casiraghi já tinha sido eliminada da competição do Gucci Paris Masters 2012. Apesar dos comentários sobre a opção de roupa da herdeira, ela e a colega Edwina Tops Alexander receberam o título de equipe mais elegante do torneio. A competição ainda arrecadou 180 mil euros (quase R$ 500 mil) para ajudar a Amade, Associação Mundial dos Amigos das Crianças, que é presidida pela princesa Carolina, mãe de Casiraghi, e que foi criada pela avó dela, a princesa Grace Kelly.